Eusébio

Eusébio da Silva Ferreira MPIH • GCIH • GCM, normalmente é chamada de Eusébio. foi um futebolista português, nascido em Moçambique durante a época colonial. É um atirador lendário e notável na década de 1960, também é chamada de "Pantera Negra" ou "King". É considerado um dos melhores futebolistas de todos os tempos pela Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFHHS), especialistas e fãs. Era conhecido pela sua velocidade, técnica, atleticismo e pelo seu poderoso e preciso remate de pé direito, tornando-o num prolífico goleador e num dos melhores marcadores de livres de sempre.

Eusebio representou Portugal 64 aparições e marcou 41 gols. Primeiro vez participou a Copa do Mundo 1966, ajuda seu time que ganhou terceira lugar. Foi o maior marcador da Taça dos Campeões Europeus em 1965, 1966 e 1968. Ganhou ainda a Bola de Prata sete vezes (recorde nacional) em 1964, 1965, 1966, 1967, 1968, 1970 e 1973. Foi o primeiro jogador a ganhar a Bota de Ouro, em 1968, façanha que mais tarde repetiu em 1973.

Para clube, desde 1957 até 1980 ele tocou muitos clubes, como Sporting Lourenço Marques, Benfica, União de Tomar e mais. Mas, ele esteve no Benfica há 15 anos, 1960-1975, quase dois terços de sua carreira de jogador. Tutal participou 614 jogos e marcou 467 golos, ganhou um vez Copa dos Campeões da Europa, onze vezes Campeonato Português de Futebol, cinco vezes Taça de Portugal, três Taça Ribeiro dos Reis e novo vezes Taça de Honra.

É considerado o melhor futebolista de sempre do Benfica e de Portugal e um dos primeiros avançados de classe mundial africanos. Apesar de ter nascido em Moçambique, Eusébio só poderia jogar pela Seleção Portuguesa, como Matateu e Mário Coluna, entre outros, antes dele, já que o país africano era um território ultramarino de Portugal e os seus cidadãos eram considerados portugueses.

Em 1980, ele terminou a carreira de um atleta. Voltou ao Portugal, e iniciou o trabalho de treinador. Na Benfica como treinador, foi dedicado ao goleiro de treinamento. Depois, também atuou como presidente da escola de futebol, para treinar jovens talentos de futebol. Em 4 de janeiro de 2014 4:30 da manhã, o Eusebio morreu devido a doença, aos 71 anos.

“O nome de Eusébio aparece muitas vezes nas listas e votações de melhores jogadores de futebol de sempre feitas pelos críticos de futebol e fãs.

Foi eleito o nono melhor jogador de futebol do século XX numa pesquisa realizada pela IFFHS,[3] faz parte da lista dos 50 melhores jogadores de todos os tempos do Planète Foot,[4] ficou no 8.º lugar da lista "Os melhores do século XX" elaborada pela revista Placar[5] e foi eleito o décimo melhor jogador de futebol do século XX numa pesquisa realizada pela revista World Soccer.

Pelé nomeou Eusébio como um dos 125 melhores jogadores de futebol vivos na sua lista FIFA 100, elaborada em 2004. Eusébio ficou em sétimo lugar na votação online para o Jubileu de Ouro da UEFA. Em Novembro de 2003, para comemorar o Jubileu da UEFA, foi escolhido como o jogador de ouro de Portugal pela Federação Portuguesa de Futebol como o seu melhor jogador dos últimos 50 anos.” - wikipedia